O Sudoeste da Bolívia: paisagens de encher os olhos

“IF THE EARTH DISAPPEARED, LEAVING ONLY BOLIVIA, ALL THE PRODUCTS AND CLIMATES OF THE WORLD WOULD STILL EXIST. BOLIVIA IS THE SYNTHESIS OF THE COSMOS.” 

Alcide D’Orbingny

Pela sequência dos meus posts já devias estar a imaginar qual seria o próximo destino. Seguimos em direção ao norte, até à Bolívia, um país encantador que se diferencia bastante do resto da América do Sul. Embora ainda seja o país mais pobre do continente sul americano, tem evoluído bastante nos últimos 10 anos. É um pais de contrastes. Contrastes de cultura, clima, paisagens e estilos de vida. Quase 41% da população é indígena e vive da agricultura. É o pais menos explorado da America do Sul em relação ao turismo, com acessos difíceis, barreiras na comunicação e infraestruturas básicas. No entanto, um dos meus países preferidos.

Desde a zona montanhosa dos Andes, à selva Amazónica, ao grandioso salar de Uyuni, e às cidades populosas de La Paz e Sucre, Bolívia é um pais que oferece uma grande diversidade de paisagens. Desde 2005, altura em que a Bolívia sofreu uma grande instabilidade política, as tensões étnicas e violentos protestos têm sido constantes. Contudo, devido à extração de gás natural, tem havido um grande crescimento económico. No entanto, o povo ainda não recuperou totalmente. O olhar muitas vezes desconfiado das pessoas e a mentalidade fechada do povo em geral são sinais disso. Não são um povo conhecido por ser simpático, mas as paisagens compensam e aos poucos e poucos, com o aumento do turismo e ao perceberem que podem tirar bastante proveito disso, tenho a certeza que vamos observar uma grande mudança dentro dos próximos anos.

Como passar a fronteira da Argentina para a Bolívia?

Não importa onde estejas, Salta, Jujuy, Humahuaca ou Tilcara, o trajeto até à fronteira é o mesmo. No meu caso, desde Tilcara, apanhei um autocarro direto para La Quiaca. A viagem dura mais ou menos 3-4horas. Se vais diretamente desde Salta convém apanhares um night bus até La Quiaca, pois este caminho demora umas 8 horas. Se queres chegar no mesmo dia podes também ir cedo no primeiro autocarro da manhã por volta das 7h.

Assim que chegares ao terminal em La Quiaca podes caminhar até à fronteira em 10 minutos. Assim que passares pela fronteira para sair da Argentina vais encontrar logo de seguida a entrada para a Bolívia, simples! Estarás neste momento em Villazon. Daqui podes caminhar 15 minutos até ao terminal ou apanhar um taxi que não deve custar mais do que 10 bolivianos. Do terminal de Villazon, se a tua primeira paragem é Tupiza, a viagem demora por volta de 2 horas e voilá, finalmente podes descansar.

 

 

Bolívia.

Até então, as opiniões alheias sobre a Bolívia não eram consensuais, o que ajudou a não ter qualquer expetativa. Não sabia o que esperar a não ser ver cholitas (mulheres indígenas bolivianas) e lamas (típicos também do Perú) por todo o lado. O que ninguém me tinha dito era que este país tem das paisagens mais belas de sempre. Paisagens de encher os olhos, paisagens imensas, daquelas que nem sabes como fotografar porque não cabem no ecrã da máquina fotográfica. Estas ficam na memória bem guardadas.

DSC02992

A melhor forma, e eu diria única, de conhecer o Sudoeste da Bolívia é juntares-te a uma Jeep tour. Quer partas de Uyuni, Tupiza ou mesmo do norte do Chile (Deserto de Atacama) vais encontrar uma agência que te oferece aquilo que encontras. Há tanta oferta que não é necessário marcar com antecedência. É suficiente reservares a tua tour no dia anterior e consegues um preço bastante melhor do que reservando pela internet. Isto porque muitas vezes eles estão à procura de pessoas para encher os Jeeps e podes sempre regatear o preço. Se já tiveres o teu grupo de 4-5 pessoas organizado, ainda melhor! O meu conselho é que saibas com quem vais ou pelo menos que conheças já alguém, porque vão passar muitas horas no mesmo espaço. Eu fui com o meu namorado, a rapariga alemã com quem fizemos a road trip no norte da Argentina e duas pessoas que conhecemos no dia e se tornaram nossos amigos. Um grupo divertido e com bom gosto musical (bastante importante quando se partilha o mesmo jeep durante 4 dias!). As tours são definidas ao teu gosto, podes escolher fazer em 3 ou 4 dias e, dependendo da duração, podes escolher onde queres parar e quais os caminhos que preferes. Eles explicam-te tudinho com um mapa e fotografias quando chegas à agência.

img_2658

O nosso grupo no Salar de Uyuni

Praticamente todas as agências oferecem o mesmo:

  • Jeep 4×4 para 7 pessoas max.
  • Um condutor/guia
  • Pequeno-almoço, almoço e jantar
  • Uma cozinheira que acompanha durante os dias todos
  • Dormida em hostéis ou casas locais
  • Água para 3 dias (normalmente não oferecem para o primeiro dia)

Assegura-te que os condutores são profissionais. No passado já houve complicações com condutores que bebiam enquanto conduziam. Uma forma fácil de o fazer é olhar para os reviews online sobre a empresa em questão e os condutores. A maior parte dos reviews de quem já fez a tour menciona o nome dos condutores. Escolhe a tua agência e o teu condutor baseado nos comentários das pessoas! Eu fiz assim e correu lindamente. Escolhi o Edgar da agência La Torre Tours em Tupiza. Partindo de Tupiza, apenas existe a opção dos 4 dias a terminar em Uyuni.

Algo muito importante a não esquecer é a altitude. Vais chegar até aos 5,000 metros acima do nível do mar nesta viagem. À partida já estarás acostumado e não vai haver problema, mas presta atenção a isto e vai prevenido com medicação para amenizar os efeitos. Para mim foi suficiente beber muita água porque, como já vinha do Norte da Argentina, fui-me habituando aos poucos.

Vou deixar aqui o registo fotográfico dos lugares onde estivemos em cada um dos dias. Enjoy!

DIA 1: Tupiza, Palala, Sillar, Awanapampa, Cerillos, Ciudad del Encanto, Polulos, San Pablo, San Antonio, Pueblo Fantasma, Quetena Chico (dormida)

DSC02827DSC02847

DSC02900

DIA 2: Quetena, Laguna Kollpa, Laguna Hedionda, Hot Springs, Desierto de Dali, Laguna Verde, Licancabur Volcano, Geysers (5000 m.a.s.l.), Huayllajara (dormida)

DSC02917DSC02953DSC02988IMG_2261IMG_2256IMG_2259DSC03022DSC03029DSC03049

DIA 3: Laguna Colorada, Desierto de Siloli, Árbol de piedra, Lagunas Altiplánicas with flamingos, Ollague Volcano, San Juan, Salar de Chaiviri, Puerto Chuvica (Basic Salt Accommodation).

DSC0116920180514_133112

DIA 4: Sunrise in the Uyuni Salt flat, Incahuasi island, Hotel de Sal (Museum), Ojos de sal, Colchani, Uyuni.

DSC03086DSC03093DSC03105

img_2658.jpg20180515_110711_015_01

Quando a tour terminou fomos deixados em Uyuni por volta das 3 horas da tarde. Os autocarros para La Paz apenas saíam às 20h, por isso optámos por ir até Oruro e lá conseguimos um autocarro logo de seguida para La Paz. É uma boa forma de fazer o caminho com uma pausa no meio para esticar as pernas e comer qualquer coisa, caso contrário são 10 horas seguidas de viagem de Uyuni para La Paz.

Foi uma viagem espetacular, cheia de surpresas e lugares únicos. Devido à dificuldade em aceder a todos estes lugares, pelo facto de serem bastante remotos, a única solução é ires com um guia com experiência que conheça os caminhos. Não há sequer outra possibilidade. Vais passar muitas horas dentro de Jeep, mas sempre entretido com as paisagens lá de fora. Se tiveres algumas dúvidas específicas já sabes, deixa um comentário!

Safe travels. X

 

4 thoughts on “O Sudoeste da Bolívia: paisagens de encher os olhos

  1. joanasagdjcvcms17 says:

    Olá Margarida. Estou a pensar faZer uma viagem de 3 semanas na América do Sul no mês de janeiro/ fevereiro. Tendo em conta a rainy season, será a Bolívia uma boa opção? Ou há algum outro país que recomendarias? Obrigado e parabéns pelo blog!

    Like

    • Margo on The Road says:

      Olá Joana! Não acho que seja um problema ires à Bolivia na rainy season. Recomendo todos os países na verdade, depende daquilo que estás à procura. A Bolívia em 3 semanas é uma boa opção, até podes fazer o norte do Chile também com a tour do Jipe que te leva desde Atacama até o Salar de Uyuni. Vais adorar! 🙂

      Like

  2. DIOGO says:

    Olá Margarida, no final de Janeiro vou fazer uma viagem pela América do Sul, começando pela Colômbia até à Argentina . Tenciono ficar 2 meses e meio. Achas que vale preparar tudo ao detalhe ou posso ir à +- à confiança ? Ou seja, procurar informação lá, sobre transportes, tours..
    Obrigado

    Like

    • See me Twice says:

      Olá Diogo! Podes perfeitamente ir à confiança. Em relação a transporte, tour, hosteis, tudo isso faz-se na hora ou no dia anterior. Não vale a pena planeares muito. Boa viagem!!

      Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s